slider

I Encontro Farmale: Uma conversa sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais com a Dra Giovana Zibetti
Keep fighting!
III Encontro Farmale: Ostomia e Doenças Inflamatórias Intestinais
I will beat IBD
Ali Jawad, paratleta do halterofilismo com doença de Crohn: Você é uma inspiração para todos nós!
II Encontro Farmale - Diagnóstico das Doenças Inflamatórias Intestinais: Investigação Endoscópica Palestrante: Dr Flavio Abby
Compartilhe conosco sua história

O Fim das Fraldas (aqui em casa)!

Hoje quero compartilhar com vocês como foi a rotina para a retirada das fraldas com a minha pequena, e olha que foi um sucesso! Mas calma se por aí as coisas andam difíceis, lembre-se que cada criança é um INDIVÍDUO, é ÚNICA, ok? Logo, sem comparações por favor!
Começamos, de verdade verdadeira, no dia 30 de setembro, essa foi a data combinada com a escola, um mês antes do previsto (2 anos) pela escola, pois a Sophia pediu! Como uma criança de 1 ano e 11 meses pede uma coisa dessas? Ah! Aí vem o drama! Vou contar tudo!
Ela ficou agressiva, pirracenta ao extremo, chorona... foi me dando sinais de que alguma coisa não estava legal. Resolvi, depois de muitas "brigas", perguntar o que estava havendo com ela e minha intuição (de mãe não falha NUNCA) foi direto ao ponto - Sophia, você quer parar de usar a fralda? Na mesma hora ela disse que sim! Então pedido atendido e tchau fraldas! Já havia marcado uma reunião para falar do comportamento da Sophia, mas acabei enviando um recado para a Professora: a Sophia não quer mais usar fralda! Sendo assim, nossa reunião sobre o desfralde na escola foi antecipada, com muitas dicas e regras, sim regras, para que esse momento seja tranquilo para todos.
A Sophia se saiu muito bem e claro vou dividir com vocês algumas dicas!
Comprei mais calcinhas, shorts e calças para ela, comprei um troninho mega legal! O redutor de assento eu já tinha em casa, comprei desses de plástico, bem baratinho nessas casas que vendem de tudo, paguei R$ 9,90. Não tenho foto dele, mas se quiser é só pedir nos comentários que eu posto, ok?
As calcinhas não foram novidade para ela, pois sempre coloquei por cima da fralda para evitar vazamentos e quando fazia muito calor eu já deixava ela sem fralda usando somente a calcinha. Claro que tive trabalho, estava sem fralda e sem controlar suas necessidades, era xixi e cocô na calcinha mesmo! Exercitando a paciência! rsrsrsrsrs! Isso foi bom para o momento do desfralde, pois ela já sabia o que era fazer xixi e cocô, tem criança que inicia no desfralde sem saber que está fazendo. ;-)
O redutor de assento ela já havia usado umas vezes, mas nada rotineiro, só para ela também ir se familiarizando.
Os tecido escolhidos para as roupas foram o algodão e a microfibra (seca super rápido), assim como verifiquei em cada peça se ela teria dificuldade para se despir, isso é muito importante, pois se está iniciando mais um passo para a independência precisa conseguir tirar e colocar sua roupa sozinha, ou quase sozinha no início. E as crianças adoram desafios e conquistas, poder fazer sozinho para eles é uma vitória! Aqui mais uma dica, estimulem essa independência, respeitem seus filhos, deixem eles tentarem, errando irão aprender. Eu sei que muitas vezes estamos na maior correria e essas tentativas deles podem causar atrasos, então a solução é começar tudo muito, muito, muito antes do programado. Claro que nem sempre será possível, mas um esforcinho para ajudar os pequenos nesse momento é muito importante para todos.
Continuando o fim das fraldas...
O troninho eu comprei da marca Love, pesquisei pela internet e fui comprar na PBKids em um shopping. Ela adorou! Inicialmente ela usou como troninho e agora já passei ele para o vaso sanitário, ele tem m degrau e assim ela pode subir sozinha. Nem preciso dizer que amou!
Foto de divulgação:

Essa etapa começou em setembro (2013) e em outubro ela estava com 100% do controle do xixi e 80% do cocô. Hoje, ela só usa fralda para dormir à noite e em algumas noites ela não faz na fralda, mas acorda pela manhã doida para fazer xixi. 
Olha só quanta coisa para compartilhar sobre mais essa etapa importantíssima na vida dos pequenos! 
Fico devendo uma super dica sobre umas calçolas que foram um verdadeiro achado para esse momento e a Sophia usa (MUITO) até hoje, pois são muito fresquinhas além de práticas! Sem frescuras para lavar e secam bem rapidinho! São da  bbdobem! Tudo do bem mesmo! 
E você, tem alguma dica para compartilhar? Vamos lá! Não fique acanhada, conte pra gente! 

4 comentários:

Nesta Data Querida disse...

Por aqui estamos nesse processo também... mas o rapazinho cismou que só quer fazer xixi na grama!!! kkkkk Quando disse que a gemte ia pro Rio na cada da vovó e que lá não tinha grama, rapidamente me respondeu.. lá tem chão! aff Tomara que ele mude de ideia até lá! rsrs

PS: Ele viu as crianças batizando as árvores no acampamento.. e agora pra fazê-lo entender? :P

Alessandra de Souza disse...

Hahahahaha! Bem coisa de menino! A Sophia só dá um certo trabalho porque quer fazer tudo 100% sozinha, mas só tem 2 anos e 4 meses, não sabe se limpar. Já teve até infecção urinária, com febrão! Então perco um certo tempo para convencê-la que eu preciso "ajudá-la" nessa hora. Quer dar a descarga sozinha e nessa de eu deixar, ela quebrou a descarga. Olha Nana, paciência devia vir em dose dobrada junto com o nascimento dos filhos, mas sabe que acho que vem não é?!?

Debora leal disse...

a minha filha ja tem dois anos assim que ela fez 2 anos comecei o desfralde nao tive problemas aqui em casa sembre brincava com ela levava no banheiro mostrava que o vaso era onde faz xixi bem aqui ela ja nao faz mas ainda tenho problema na creche la ela nao pede pra ir no banheiro ela esta agora com 2 anos e 2 meses

Alessandra de Souza disse...

Oi Debora! Certamente vc já conversou isso com a professora. Mesmo assim que reforço que a hora do desfralde precisa ser trabalhada em casa e na escola, no mesmo período e claro, com a mesma abordagem. Fique tranquila, no tempo dela tudo vai dar certo.