slider

I Encontro Farmale: Uma conversa sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais com a Dra Giovana Zibetti
Keep fighting!
III Encontro Farmale: Ostomia e Doenças Inflamatórias Intestinais
I will beat IBD
Ali Jawad, paratleta do halterofilismo com doença de Crohn: Você é uma inspiração para todos nós!
II Encontro Farmale - Diagnóstico das Doenças Inflamatórias Intestinais: Investigação Endoscópica Palestrante: Dr Flavio Abby
Compartilhe conosco sua história

O que a dificuldade está querendo mostrar a você?

Despertador - Roberto Shinyashiki

Na Índia os mestres sempre dizem: Os problemas são despertadores que tentam acordar as pessoas para a vida. Aproveite para acordar logo, antes que o próximo despertador faça mais barulho. 

Pense nisso: o que essa dificuldade está querendo mostrar a você? 


  • Problemas são avisos que a vida nos envia para corrigir algo que não estamos fazendo bem.
  • Problemas e doenças são sinais de emergência para que possamos transformar nossas vidas.
  • Problemas e doenças guardam muita semelhança entre si. 

Infelizmente, a maioria das pessoas, quando fica doente, cai num lamentável estado de prostração ou simplesmente toma remédio para tratar os sintomas em vez de fazer uma pausa para refletir sobre os avisos que essa doença está enviando.

São poucos os que se perguntam: por que meu organismo ficou enfraquecido e permitiu que a doença o atacasse? 


Uma doença é sempre um aviso, embora muita gente não preste atenção nele. Assim como os problemas, os sintomas vão piorando na tentativa de fazer com que você entenda o recado. No começo pode ser uma leve dor de cabeça um recado para que você pare e analise o que está faltando em sua vida. Mas você não tem tempo, toma um analgésico e nem percebe direito que a dor está aumentando. Então a dor piora, mas você vai à acupuntura para aliviá-la e não presta atenção quando o médico diz que o tratamento é paliativo e que você precisa mudar seu estilo de vida para eliminar as causas da doença. 

As doenças são recados que precisamos levar a sério, principalmente as doenças que se repetem. 


Dores de cabeça, alergias de pele, má digestão, todos esses distúrbios querem nos mostrar algo. Saber procurar e achar as causas deles é uma atitude muito sábia. Nossos inimigos, da mesma forma que os problemas e as doenças, são gritos de alerta para cuidarmos de algo que não está certo em nossa vida. Quando os ouvimos com atenção, nossos inimigos podem se transformar em maravilhosas alavancas de crescimento pessoal. Assim como as doenças e os inimigos, os problemas nos enviam avisos que precisamos aprender a decodificar. Se você tem um problema que está se repetindo em sua vida, é chegada a hora de fazer uma análise do seu significado para poder superá-lo. E tenha muito claro que, no momento em que supera um problema que o acompanha por algum tempo, uma nova pessoa nasce dentro de você.




Cada vez mais se reconhece que os problemas emocionais representam pontos chave no desequilíbrio físico e que contribuem fortemente para a origem das doenças. Muitas pessoas com doenças autoimunes relatam que a doença surgiu ou se intensificou depois de vivenciaram períodos difíceis, com as emoções em desarmonia, vivenciaram momentos de estresse, tristeza, alguma perda que não conseguiu resolver emocionalmente entre outras vivências intensas. Lembro bem quando estava apresentando os sintomas da doença de Crohn eu estava muito deprimida, muito infeliz, autoestima baixa, vontade de me isolar e ainda nem passava pela minha cabeça que eu estava adoecendo. Por estes motivos é importante aprender a controlar e libertar essas emoções, gerenciar esses acontecimentos como uma forma de prevenção da doença e da depressão.

Precisamos estar alertas para esses sinais do corpo, mas para isso o autoconhecimento é fundamental. 


Compartilharei aqui no blog alguns texto com conteúdos que te ajudarão nessa busca pelo autoconhecimento e tenho certeza que você vai perceber a importância de se conhecer para gerenciar melhor a sua doença. Você verá, por exemplo, que a consulta com o seu médico será mais proveitosa para ambos, pois você conseguirá passar para ele com mais clareza os sinais que o seu corpo apresentou.

Tenho muito, muito que compartilhar com vocês! Pois como Farmacêutica, através do blog, eu quero empoderar pacientes com informações sobre a sua doença, sobre o tratamento, mas acredito que o autoconhecimento é uma ferramenta que você vai precisar nesse processo de empoderamento e eu usarei como ferramenta a Atenção Farmacêutica para te ajudar. Quero te ajudar, mas preciso que você compartilhe as suas experiências com a doença, conte sobre as dificuldades que você vem encontrando desde que recebeu o diagnóstico. Quem sabe alguém aqui lendo o seu relato já passou pelo que você vem passando e tem uma dica bacana para você? Vamos nos conectar mais, trocar, conversar, o meio é virtual, mas você pode sentir o mesmo acolhimento de um abraço em palavras.

Também tenho promovido encontros entre pacientes, esse ano já foram dois encontros para que possamos estreitar os laços e sempre com muita informação sobre as doenças inflamatórias intestinais. Para você ver como foram esses encontros, é só clicar nas imagens:



Em breve aqui no blog você terá um espaço para contar sobre as sua história de vida com as doenças inflamatórias intestinais (doença de Crohn e retocolite ulcerativa). O banner já está aqui no blog com o título: Conte a sua história. 


Acompanhe o blog também pelo Facebook, Instagram e Twitter. 


Você também pode cadastrar o seu e-mail para ser avisado quando houver um novo texto por aqui.
Envie uma mensagem para farmaleachou@gmail.com e cadastre-se! 

7 comentários:

Marco disse...

Excelente texto!

Marco disse...

Excelente texto!

Alessandra de Souza disse...

Obrigada Marco!!!

Alexandre Vieira disse...

Perfeito, esse o caminho

Alessandra de Souza disse...

Sim Ale! Obrigada por comentar! =)

RecomeçAR RJ disse...

Parabéns Alessandra,o texto é excelente!! temos que nos policiar e mudar certas atitudes em nossas vidas para não adoecer. pois como vc mesma diz no texto o corpo as vezes dá um sinal e não damos conta que algo de ruim tá acontecendo, e a correria do dia a dia deixamos passar o que nosso corpo sinalizou.

Alessandra de Souza disse...

Isso mesmo RecomeçAR/RJ, precisar nos preocupar com o tempo, cuidar mai de nós e frear essa correria. Obrigada por comentar!