slider

I Encontro Farmale: Uma conversa sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais com a Dra Giovana Zibetti
Keep fighting!
III Encontro Farmale: Ostomia e Doenças Inflamatórias Intestinais
I will beat IBD
Ali Jawad, paratleta do halterofilismo com doença de Crohn: Você é uma inspiração para todos nós!
II Encontro Farmale - Diagnóstico das Doenças Inflamatórias Intestinais: Investigação Endoscópica Palestrante: Dr Flavio Abby
Compartilhe conosco sua história

Confio que logo em breve estarei em remissão

Fui diagnosticada há 11 meses com retocolite ulcerativa.

Começou com muitas cólicas e dores do lado esquerdo da barriga abaixo da costela parecia até dores pélvicas que irradiava para as costas até então os médicos acharam que era virose por causa que tive diarreia constante de ir no banheiro mais de 20x, as fezes eram escuras e notei que tinha sangue ao notar ele saindo das fezes na água. Mas os médicos excluíram a virose depois de um mês de diarreias e dores e passou ao diagnóstico de pedras nos rins. Onde não tinha nada. Porém tinha muito sangramento na urina que só via por microscópio. Até então minha urina sair da cor da Coca cola e eles esqueceram das minhas diarreias e focaram nos rins e fizeram uma tomografia. E nada no rins. Até aí já havia se passado 3 meses de pura diarreia com muco sangue e dores. E meu convênio não resolvia nada. Até encontrar uma pessoa que soube do meu caso e me levou no hospital Heliópolis onde me encaixaram e hoje estou em tratamento.

Continuo com dores e diarreia mas consegui tratamento e medicamentos que aliás são muito caros onde eu comprava e melhorava e morreria de fome mas graças a Jeová consegui pelo governo no hospital Heliópolis. Não tenho ainda uma vida normal tive que sair do serviço por conta das vezes que eu ia ao banheiro e não conseguia trabalhar com dores. Mas confio que logo em breve vou estar em remissão já me internei e continuo indo sempre ao pronto socorro com diarreia e dores. E assim como essa pessoa me ajudou compartilho o meu problema com todas as pessoas pois quem sabe um dia posso ajudar alguém que esteja passando pelo mesmo que eu passei e não encontra saída. A doença não tem cura mais tem tratamento. Vamos todos juntos ajudar o próximo juntos contra essa doença cruel que se não tratada leva ao óbito.

Vamos nos conscientizar e divulgar!. Juntos somos mais fortes! Crohnistas da alegria! Maio roxo! DII!

Meu nome é Aparecida Estrela, tenho 29 anos, moro em Mauá/SP, sou Gerente, tenho Retocolite Ulcerativa. Meu perfil no Facebook: www.facebook.com/estrela.gusman.5

Conte a Sua História Também! Expressar tranquiliza-a-dor.

Compartilhe a sua história   Conte SuaHistória

Para ler os depoimentos clique   www.farmale.com.br/search/label/ConteSuaHistoria

2 comentários:

fernandogoby disse...

Olá meus parabéns pela sua determinação sou testemunha de Jeova e moro em santo André tenho doença de Crohn desde 2014 sofri muito ate descobrir hoje gracas a Jeova estou no tratamento com remédios pelo governo e muito bom saber de irmãos que possuem Dii que podemos compartilhar fé que logo chegara o paraíso.

Alessandra de Souza disse...

Olá Fernando, compartilhe sua vivência com a DII aqui no blog também. O linj é esse: http://www.farmale.com.br/p/conte-sua-historia.html