Takeda Portugal assinala Dia Internacional da Doença Inflamatória Intestinal com experiência que simula sintomas da patologia

No âmbito do Dia Internacional da Doença Inflamatória Intestinal (DII), que se assinalou a 19 de maio, a Takeda Portugal promoveu a experiência “In Their Shoes”. A partir do aplicativo para celulares, é possível simular os sintomas de doentes com DII, nomeadamente doença de Crohn e colite ulcerosa. A iniciativa conta com o apoio da Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino (APDI).

Através da instalação do aplicativo “In their shoes” no smartphone e de um kit preparado para o efeito, os participantes da experiência recebem, ao longo de todo o dia, diversas mensagens com desafios, que procuram simular a vida de um doente com DII. Entre esses obstáculos estão os pedidos para ir ao banheiro, beber água, descrever as refeições e responder a questões acerca de exames médicos.

Com o intuito de tornar a experiência ainda mais real, alguns atores ligam para os participantes para perguntar como se sentem, dando-lhe indicações sobre a forma como devem proceder com determinados sintomas e lidar com os frequentes contratempos profissionais, emocionais e relacionais que estes doentes têm de ultrapassar diariamente.

“Com esta simulação, pretendemos demonstrar como é um dia na vida de um doente com DII, a quem não sofre desta doença. A experiência “In Their Shoes” vai para além de compreender a carga física e emocional da doença: ao criar empatia com os doentes, ela permite tornar realidade o compromisso da Takeda de colocar a saúde e o bem-estar do doente no centro de tudo o que fazemos”, refere o Dr. RJ Lasek, diretor-geral da Takeda Portugal.

Fonte: Newsfarma

Visite aqui a página no Facebook e o Instagram Farmale!
Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog!
Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!
O Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.
Siga nas redes sociais: