Embora os sintomas sejam os mesmos nas crianças e nos adultos, as crianças também podem apresentar um atraso no crescimento e na maturação sexual.

Apesar das diferenças entre a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa, ambas causam sintomas
similares quando estão ativas, devido à inflamação crônica

Os pacientes podem ter um ou mais sintomas:

  • Diarreia persistente
  • Cólicas e/ou dor abdominal
  • Urgência fecal
  • Sangramento intestinal
  • Febre
  • Perda de peso

De fato, um número significativo de pacientes pediátricos com DII é diagnosticado após o relato de atraso no crescimento

Isso afeta primeiramente os pacientes com Crohn, por causa dos efeitos diretos no crescimento ósseo e na redução da absorção dos nutrientes. Porém, pode ocorrer em pacientes pediátricos com retocolite se a dor abdominal ou outros sintomas resultarem na redução do apetite.

É importante entender que tais sintomas podem variar significativamente de paciente para paciente e não são necessariamente persistentes. Os sintomas só aparecem quando a DII está ativa e podem desaparecer por meio da indução e manutenção da remissão e evitando-se as crises (sintomas ativos) da doença. Os sintomas podem surgir repentinamente e podem ser ocasionados por falha do remédio, doença viral ou bacteriana. Além disso, podem aumentar
lentamente com o tempo.

Fonte: Guia de Cuidados na Infância com DII

Visite aqui a página no Facebook, o Instagram Farmale e o Canal Farmale! Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog!
Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!
O Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento.
O Farmale é o blog oficial da ALEMDII – Associação do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais
Siga nas redes sociais: