Eu tenho muito o que agradecer, pois todos os dias a vida me torna uma pessoa melhor. Muito que agradecer mesmo! São 42 anos de vida! 
 
Fazendo uma análise rápida, vou lembrando de muitas coisas da minha vida. Minha infância foi feliz, brinquei muito como toda criança merece, subi em ávore, fiz muita arte! Brinquei com fogo queimando as pernas bem nas férias escolares! A adolescência foi a fase que tenho mais saudade… aproveitei MUITO! Teve surf, skate, rock, funk, eletrônica, muita festa! 
 
Fiquei adulta, sei lá quando! Trabalhei, estudei, estagiei, trabalhei, estudei, continuo estudando e trabalhando. Agora o trabalho é voluntário e que trabalho prazeroso… recebo muito, muito mais do que tenho me doado. 
 
E a maternidade? Casei e virei mãe. Virei mãe sem querer… não foi planejada, mas no fundo, foi o plano mais certeiro que Deus reservou para mim. Minha cria é a luz da minha vida! São desafios diários em busca de ser justa com ela, ser responsável por sua vida… é amor que cresce todo dia. É amor! E ter um marido que fecha comigo é tudo de bom! 
 
2003 foi o ano. Diagnóstico da doença de Crohn e entrei na faculdade de Farmácia. Foram tantas coincidências para que tudo desse certo, para que tudo chegasse no ponto do voluntariado, mas faltava algo… aquela reviravolta na vida, aquele medo de morrer que faz a gente buscar um novo rumo ou algo para abraçar. E assim, depois da cirurgia de emergência em 2013, depois de um ano curando meu corpo e a minha alma, mergulhei no ativismo, no voluntariado e mais amor vem alimentando a minha vida. A gente tem que amar o que faz!
 
Tenho gratidão imensa pela minha vida e por todos que fazem meus dias felizes e repletos de amor. 
 
Sintam-se abraçados! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui