O aleitamento materno (AM) exclusivo nos primeiros 6 meses de vida, e continuando por até mais de 2 anos de idade, é reconhecido como o padrão-ouro na alimentação do lactente

Entre os fatores pós-natais que contribuem para determinar uma vida saudável, a dieta, via mecanismos epigenéticos ou não, assume papel primordial.

Evidências crescentes dos efeitos da nutrição precoce são registradas na programação do desenvolvimento do indivíduo, podendo resultar em posterior aparecimento de doenças cardiovasculares, sobrepeso, obesidade, diabetes e outras condições crônicas.

O aleitamento materno (AM) exclusivo nos primeiros 6 meses de vida, e continuando por até mais de 2 anos de idade, é reconhecido como o padrão-ouro na alimentação do lactente por ser o leite humano (LH) o único adequado, tanto do ponto de vista nutricional, como pela promoção do seu desenvolvimento imunológico.

O AM difere da alimentação por fórmula (AF) na concentração de nutrientes e na sua composição, principalmente pela presença exclusiva de fatores de crescimento, citocinas, imunoglobulinas e enzimas digestivas

A microbiota intestinal do RN caracteriza-se por alto grau de instabilidade, somente adquirindo características similares às do adulto aos dois para três anos de idade, com o estabelecimento de uma dieta sólida variada.

Os fatores relacionados à dieta que influenciam o desenvolvimento do microbioma intestinal do RN incluem:

  • O tempo de AM ou o uso de AF;
  • Dieta materna (ambiente, estilo de vida);
  • E quando e como os alimentos sólidos são introduzidos.

Não há nenhum fator mais importante do que a dieta no desenvolvimento do microbioma intestinal.

Fonte: Chong-Neto HJ, Pastorino AC, Melo ACCDB, Medeiros D, Kuschnir FC, Alonso MLO, et al. A microbiota intestinal e sua interface com o sistema imunológico. Arq Asma Alerg Imunol. 2019;3(4):406-420 http://aaai-asbai.org.br/detalhe_artigo.asp?id=1048

Leia mais:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui