Com respeito, acolhimento e empatia

Muitas vezes, são pessoas que amamos que passam por problemas e situações ruins e queremos ajudar, mas nos falta conhecimento sobre como fazer.

1) Entenda o problema
Perceba e pergunte o que está acontecendo e o que a pessoa realmente quer e precisa. É preciso respeitar o momento e as emoções envolvidas.

2) Não julgue
Frases como: não sei porque você está triste com algo tão pequeno, ou você nem tem problemas de verdade, sua vida é ótima, não irão resolver e nem minimizar a dor do outro. Respeite as emoções e a dor, independentemente, de você não concordar.

3) Seja paciente
Uma hora vai passar, mas cada um tem seu tempo. Espere, seja paciente, apoie sem invadir o espaço do outro.

4) Esteja disponível
Recue quando necessário, dê espaço para a pessoa viver o sofrimento, mas não permita que ela se afunde nele. Faça pequenos gestos, como ouvir verdadeiramente, convide para dar um passeio ou fazer uma atividade que vocês gostam muito.
Faça pequenos gestos, como um bolo com chá à tarde ou aquela panela de brigadeiro. Não vai resolver, mas muitas vezes vai aliviar mais do que uma conversa pesada.

5) Quando necessário, busque ajuda
Se o tempo de sofrimento está muito grande, não passa, ou a pessoa está se prejudicando (sem se alimentar, sem dormir, com pensamentos suicidas, por exemplo) é hora de pedir ajuda profissional. Lembre-se, nem sempre a pessoa irá sozinha buscar ajuda. Busque você, vá atrás de um profissional que possa te ajudar no processo.

6) E lembre-se – Só faz o bem quem está bem
Antes de querer salvar o mundo, cicatrize as suas próprias feridas.

Fonte: Eu melhor

Siga nas redes sociais:
error

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui