Recomendações atuais para pacientes de DIIs – Doenças Inflamatórias Intestinais

Informações básicas sobre o coronavírus já foram publicadas no Farmale, então hoje trago para vocês informações importantes para quem tem Doença Inflamatória Intestinal (DII) – doença de Crohn ou retocolite ulcerativa.

O que é coronavírus? Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de COVID-19.

Como o coronavírus é transmitido? Ocorre pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas quando uma pessoa infectada espirra ou tosse, podendo infectar pessoas em contato próximo (cerca de 1,80 m). Tocar superfícies contaminadas antes de tocar seus olhos/nariz/boca também pode levar à infecção.

Comparando coronavírus com vírus da gripe: Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe. Ambas são doenças respiratórias infecciosas que apresentam sintomas como febre, tosse e falta de ar. Ambos podem levar a doenças graves, especialmente idosos e pessoas com doenças prévias. Aproveito para lembrar que você pode se vacinar contra a gripe, mas ainda não há uma vacina disponível para COVID-19.

O que representa o coronavírus para os pacientes com DII?
A DII é uma condição na qual temos uma hiperatividade do sistema imunológico que ataca células e órgãos saudáveis como se estes fossem corpos estranhos. Frequentemente o tratamento é feito com medicamentos imunomoduladores, também designados como modificadores da resposta imunológica (azatioprina, mercaptopurina, metotrexato) e imunossupressores (corticoides). Os pacientes com DII em tratamento com medicamentos imunossupressores estão mais suscetíveis à infecção. Especificamente aqueles em uso de corticoides ou imunomoduladores como azatioprina, 6-mercaptopurina ou metotrexato tem um risco maior às infecções virais. Até o momento, não temos pesquisas específicas sobre COVID-19 com DII.

Quais são as recomendações atuais para pacientes com DII relacionadas ao COVID19?

Muitos pacientes já me perguntaram se deveriam parar seus medicamentos, então abaixo seguem as informações sobre o tratamento. Lembrando que somente o médico que cuida da sua DII pode avaliar seu caso e tomar a melhor decisão para você, logo, não interrompa o seu tratamento sem o conhecimento do seu médico.

  • Medicamentos como mesalazina (marcas incluem Mesacol, Pentasa, Asalit, Chron-Asa) são todos seguros.
  • É recomendado não manter o uso de corticoides como prednisona/prednisolona, se for possível.
  • Tiopurinas (6-mercaptopurina, azatioprina) e tofacitinibe tendem a inibir a resposta imune do corpo a infecções virais. As tiopurinas levam meses para deixar o corpo, sendo assim, suspender o uso não ajudará a curto prazo.
  • Os biológicos que usamos atualmente para tratar DII como anti-TNFs (Cimzia, Humira, Remicade, Simponi), ustekinumab (Stelara), vedolizumab (Entyvio) são geralmente seguros. No momento, não é recomendados parar esses medicamentos. Além disso, o efeito desses medicamentos permanece no corpo, em muitos casos, por meses.

Recomendações adicionais para todos:

  • Evite contato próximo com pessoas doentes.
  • Lave as mãos com frequência.
  • Evite tocar seu nariz, olhos e boca.
  • Procure atendimento médico em caso de febre, tosse ou dificuldade para respirar.
  • Mantenha a vacinação contra a gripe atualizada.

Busquem informações em fontes confiáveis! O site do Ministério da Saúde está muito bem atualizado: https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus

Ainda não há uma vacina disponível para COVID-19, mas proveito para lembrar que você pode se vacinar contra a gripe. A Campanha de Vacinação contra a gripe será antecipada iniciando em 23 de março para pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da área da saúde.

Esse texto é uma tradução da “International Organization For the Study of Inflammatory Bowel Disease”, link: https://www.ioibd.org/ioibd-update-on-covid19-for-patients-with-crohns-disease-and-ulcerative-colitis/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui