Estoma é uma palavra de origem grega que significa “abertura”, “boca”, “orifício” ou “poro diminuto”.

Do ponto de vista cirúrgico, refere-se à abertura feita na parede abdominal por meio de colostomia, ileostomia, ou ainda, abertura entre duas porções do intestino em uma anastomose. Quando é realizada no intestino grosso, chamamos de colostomia. Dependendo do lugar onde é feita, a frequência de evacuações e a consistência das fezes ficam diferentes. Quando a cirurgia é realizada no intestino delgado (fino), chamamos de ileostomia. Neste tipo de estomia as fezes são inicialmente líquidas e passam a ser semi-pastosas depois de um período de adaptação. Pode funcionar (sair fezes) várias vezes ao dia.

O estoma, por suas características, não poderá ser controlado voluntariamente e por essa razão é necessário utilizar uma bolsa de coleta de fezes.

É importante observar o estoma com regularidade

O estoma normal tem como característica ser de cor rosa vivo, brilhante e úmido. A pele ao seu redor deve estar lisa, sem vermelhidão, coceiras, feridas ou dor.

É importante observar o estoma com regularidade e, caso não esteja normal, é necessário buscar atendimento especializado. Pequenos sangramentos do estoma não são sinais de que algo não vai bem porque ele é uma mucosa e fere-se facilmente. Se for possível, deixe a pele ao redor do estoma tomar 5 minutos de sol pela manhã nos dias de troca de bolsa. Lembre-se de cobrir o estoma com gaze ou tecido limpo.

Após um período de adaptação, as pessoas estomizadas (ou ostomizadas) podem levar uma vida normal, devendo apenas respeitar alguns pontos fundamentais para conseguir a segurança de que necessitam.

A escolha dos coletores

Há diversos tipos de coletores para atender melhor às diferentes necessidades e tamanhos de estomas. A escolha do tipo de coletor adequado para cada um deverá ser feita juntamente com o estomaterapeuta, e dependerá dos modelos disponíveis na unidade onde você está sendo atendido.

Use sempre equipamento coletor (bolsa) adequado ao seu tipo de estoma, de acordo com as orientações e indicações do profissional especializado (Estomaterapeuta). Certifique-se de que o tamanho que foi recortado no coletor está correto. O orifício de abertura de seu coletor deve ser igual ao tamanho de seu estoma. Guarde seus coletores de reserva em lugar arejado, limpo, seco e fora do alcance da luz solar, sem dobrá-los.

Fontes:
INCA - Cuidados com estomias intestinais e urinárias - Orientações ao usuário
Oncoguia - O que é estoma
Siga nas redes sociais:
error

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui