Orientação e Curiosidade
A idéia de que planta “se não faz bem, mal não fará” é errada. A planta contém substâncias químicas que podem intoxicar, provocar abortos e até mesmo câncer ou, ainda, não surtir o efeito terapêutico esperado, permitindo a evolução das doenças, portanto:
1) Evite o uso indiscriminado de plantas medicinais;
2) Evite a automedicação, se necessária:
            a) Procure utilizar as plantas medicinais mais conhecidas;
            b) Ao adquirir ou usar plantas medicinais, observe:
    *Plantas podem ter o mesmo nome popular e indicações terapêuticas diferentes;
    *Certifique-se da origem da planta: plantas cultivadas em locais impróprios podem conter agentes tóxicos ou parasitas;
    *Evite comprar plantas mofadas, sujas de terra ou que contenham insetos;
    *Evite doses excessivas ou uso prolongado da mesma planta;
    *Na maior parte dos casos um punhado (cerca de 5 g), sob a forma de chá, duas vezes ao dia, é suficiente.
    *Evite o uso da mesma planta por período superior a 30 dias.
 ATENÇÃO: A automedicação só deve ser empregada em sintomas comuns, pouco intensos e de natureza passageira; caso contrário procure atendimento médico.
Fonte: http://www.saude.rj.gov.br/Proplam/cuidado.shtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui