Quando descobri o Crohn já estava com 40 anos,  foi um alívio, pois tive sintomas desde a infância, qual sofria com apelidos como “cagona” ou “saracura” por ser magrinha, não sei porque os médicos não associaram todos os síntomas com alguma doença intestinal, nunca tive um diagnóstico  preciso… criei uma consciência que deveria comer coisas naturais após perceber que passava a maior parte do tempo bem, então aos 12 anos virei vegetariana e naturalista. Sem perceber com o passar do tempo a doença não se manifestou mais, esqueci toda aquela fase de dores abdominais, diarréias, aftas, enjoos… entrei na puberdade e logo depois a fase adulta… nada de manifestação. ALELUIA. Foram mais de 20 anos. Casei deixei de ser naturalista, montei padaria, rsrsrsrs, pães e doces vieram fazer parte da minha dieta, passei de 54kg para 70, 80 só comendo mal, comecei a ter revertério com derivados de leite, mas só tive problemas de saúde quando descobriram q eu não engravidava, os exames deram alguma doença AUTOIMUNE, mas qual? Eu tive que fazer fertilização in vitro, todas aquelas bombas hormonais me deixaram mal, tive efeito colateral, diarréias,  dores, perdi os bebês e após isso continuei a ter dores abdominais, muitos médicos, exames e nada de uma conclusão. Estive várias vezes no PS achando q estava com problemas no útero, ovário etc.Tinha Aftas, diarréias constantes e repentinas, eu já estava com 36 anos e recorri a medicina naturista e ervas, consegui viver melhor e ter o diagnóstico aos 40 anos de idade. Foi um alívio.

Meu nome é Nilma Rocha, moro em Salvador, tenho 46 anos, sou empresária, tenho doença de Crohn.

Conte sua história também! Expressar-se tranquiliza a dor.
Compartilhe a sua história aqui.  Para ler os depoimentos clique aqui
Siga nas redes sociais: