Hipnose: um tratamento inesperado para transtornos gastrointestinais


Entrevistadora: Lauri R. Graham; Entrevistada: Laurie Keefer
Medscape: Muitas pesquisas relacionadas à terapia com hipnose para a saúde digestiva focaram na síndrome do intestino irritável (#SII). Para quais outras condições gastrointestinais (GI) a terapia com hipnose tem se mostrado efetiva?
Dra. Laurie: A pesquisa é muito robusta para SII mas então decai. A SII parece ser o melhor caso teste, parcialmente porque é tão comum e refratária. Muitos de nós, no entanto, acreditamos que se a#hipnose foi validada e mostrou-se efetiva na SII, e estamos tratando o mesmo processo, então deveria funcionar para outras condições GI. A SII é uma desregulação entre cérebro e víscera. A #DRGE(#DoençaDoRefluxoGastroesofagico) é uma desregulação entre cérebro e víscera. A#doençainflamatóriaintestinal (#DII) tem um elemento de desregulação entre cérebro e víscera. Apesar de categorizarmos doenças, dizendo que a hipnose não foi testada nessa ou naquela doença, sabemos que sintomas de desregulação entre cérebro e víscera melhoram com a hipnose.
Medscape: Quanto a DII, alguma pesquisa confirmou se a terapia com hipnose é mais efetiva para #coliteulcerativa versus #doençadeCrohn?
Dra. Laurie: Acho que houve apenas dois estudos, e ambos foram com colite ulcerativa porque é muito mais fácil demonstrar o processo cérebro-víscera na colite ulcerativa. Clinicamente eu não necessariamente diferencio, no entanto. Vejo muitos pacientes com doença de Crohn que estão em remissão, mas que apresentam dor abdominal e distensão ou uma sobreposição com SII, e isso nos traz de volta à terapia com hipnose.
Fonte: https://goo.gl/Z585eP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui