Fui diagnosticada com Doença de Crohn aos 14 anos. Havia acabado de perder minha avó a quem muito amava. E também uma cadelinha que era extremamente importante para mim. Meu pai havia acabado de ser diagnosticado com Mal de Alzheimer. Tinha 52 anos e era médico.  Comecei a sentir muitas dores ao me alimentar e assim fui deixando de comer e sempre que ia ao banheiro sentia fortes dores ao evacuar e saía muito sangue. Nesta época, já contava com 37 kg. Durante algum tempo, escondi os sintomas dos meus pais, devido ao problema que estavam enfrentando com o diagnóstico de meu pai. Até que um dia, ao ir ao banheiro e sentir fortes dores e muito sangue, relatei o problema ao meu pai, que ainda conseguia resolver as situações. Imediatamente, ele me levou a uma amiga, Coloproctologista, que depois de vários exames, diagnosticou a Doença de Crohn. Na época, década de 90, tomei mais de 20 tipos de remédios e alguns tinham que ser introduzidos no ânus pois a doença se localizava na parte final do reto junto com o ânus.  Foi muito difícil na época lhe dar com isso…  Não conseguia sentar e tinha muitas dores. Via meus amigos em plena adolescência, estudando,  saindo e eu estacionei. Porém, graças à Deus,  não perdi o ano na escola,  cursava o segundo ano do ensino médio no Colégio WR e como tenho uma irmã gêmea e estudávamos na mesma sala, eu não frequentava as aulas, mas ela me passava a matéria e eu fazia as provas. Hoje, conto com 20 anos de doença e trato com o infliximabe, estou em remissão, apesar de perder peso com muita facilidade, é só passar por um estresse maior. Rs… Exerço minha profissão e ajudo com os cuidados com meu pai que também completou 20 anos de Alzheimer e está na fase final da doença.
Peço a Deus todos os dias forças para enfrentar essa situação e essa provável perda…. Forças para ajudar minha mãe que atualmente vive muito em função dele… Tenho uma linda filha de 13 anos que me motiva a cada dia a seguir em frente nesta caminhada… E apesar de tudo, agradeço muito a Deus a oportunidade de estar vivendo neste mundo, nesta família… Sempre estamos no local certo, com as pessoas certas para evoluirmos… Sou grata…
 
Meu nome é Alice Sabbatini, tenho 34 anos, moro em Goiânia/GO, sou Advogada, tenho Doença de Crohn. Meu perfil no Facebook: www.facebook.com/alice.sabbatini.18
 
 
 
Conte sua história também! Expressar-se tranquiliza a dor.
Compartilhe a sua história aqui.  Para ler os depoimentos clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui