Maio Roxo no HU orienta sobre doenças intestinais

Durante o mês de maio, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), e outras instituições que se dedicam às doenças do aparelho digestivo, participam do Maio Roxo, campanha para conscientizar sobre as doenças inflamatórias intestinais.

Para alertar e orientar sobre essas doenças, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS) promoveu nesta quinta-feira, 3, uma palestra educativa com o proctologista Alex Moura.

A iniciativa, voltada aos pacientes do Ambulatório de Doença Inflamatória Intestinal da instituição, voltará a ocorrer no próximo dia 30 de maio, às 9h, no HU.

“Hoje estamos mostrando o que é a doença inflamatória intestinal, uma patologia que desde a metade do século XX vem aumentando. Alguns acham que é por causa da industrialização dos alimentos, mas o fato é que essa incidência vem subindo em nosso país. É preciso dizer que é uma patologia crônica, como a hipertensão e a diabete, mas, se bem acompanhada, consegue-se um controle muito bom, aumentando a qualidade de vida do paciente”, esclareceu o médico.

Implicação social

De acordo com Alex Moura, os principais problemas relatados pelos seus pacientes no HU vêm da implicação social causada pela doença.

“Como a patologia vem acompanhada de diarreia, dores abdominais e, em alguns casos mais raros, constipação, isso altera muito a rotina do paciente. Se a gente conseguir controlar isso, com uma intervenção multidisciplinar, ele terá uma melhor qualidade de vida, às vezes até vivendo mais do que quem não tem a doença, porque ele aprende a cuidar melhor da saúde”, destacou o proctologista.

As palestras educativas no HU-UFS estão sendo viabilizadas pela equipe do ambulatório da Clínica Cirúrgica e Coloproctologia, além de equipe de enfermagem e residência do Serviço de Proctologia.

No dia 7 de junho, no Auditório do HU-UFS, ocorrerá o 1º Encontro Multidisciplinar da Doença Inflamatória Intestinal.

A programação, que comemora os 15 anos do ambulatório em questão, abrange a mesa redonda “Desvendando a Doença Inflamatória Intestinal: como descobrir? como tratar? como cuidar?” e a mesa redonda “Abordagem da Equipe Multiprofissional no Acompanhamento ao Paciente com Doença Inflamatória Intestinal”.

Doença Inflamatória Intestinal

A doença inflamatória intestinal é qualquer processo que envolva o trato gastrointestinal. Pode ser de causa conhecida, como infecções e parasitoses, ou de causas desconhecidas, como a retocolite ulcerativa – caracterizada por inflamação da mucosa do cólon – e a Doença de Crohn – que traz focos de inflamação capazes de afetar qualquer parte do sistema digestório.

Ambas as patologias atingem pessoas jovens, com um pico de incidência na faixa etária de 15 a 30 anos. No entanto, podem afetar pessoas de qualquer idade. O diagnóstico da doença inflamatória intestinal é confirmado por avaliação clínica e investigações diagnósticas. O tratamento pode ser por medicamentos ou cirúrgico, a depender de cada caso.

Fonte: Infonet

Visite aqui a página no Facebook e o Instagram Farmale!
Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog!
Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!
O Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui