O blog Artrite Reumatoide está com uma companha bacana para esse mês de maio, mês que comemoramos o Dia das Mães. Tenho acompanhado a participação das mães e ficado bastante emocionada e por isso resolvi entrar nessa campanha linda também.

O trabalho de conscientização sobre as DII por aqui no blog dura o ano todo, mas em maio é mais intenso, pois dia 19 é Dia Mundial das DII e pelo mundo todo acontecem eventos, mais um excelente motivo para unir os festejos pelos Dia das Mães com o Maio Roxo por aqui. 

Nós como mulheres sabemos que um dos maiores desafios depois do diagnóstico de uma doença crônica e autoimune, pode ser, para algumas mulheres, a maternidade. O primeiro desafio é o diagnóstico, certo? Doença de Crohn ou retocolite ulcerativa? E então virão outros desafios e obstáculos à serem vencidos em busca da remissão.

Quando eu engravidei não foi planejado e eu não estava em remissão, estava bem medicada e com alguns sintomas controlados. Não tinha o menor interesse em engravidar, assim como meu marido, mas algumas coisas podem sair do controle e então a Sophia hoje tem 5 anos.  Foi uma gestação muito tranquila e saudável, para mim e para ela.

Conciliar tratamento da doença com planejamento familiar, em muitas situações é tão complexo e difícil que muitas mulheres acabam adiando o sonho de ser mãe.  Com os novos tratamentos e terapias complementares é super possível ser mãe com DII, porém nem todas as mulheres tem o conhecimento ou se arriscam a tal decisão, e para mostrar que é possível sim ser feliz e ser mãe com DII.

Não poderia esquecer das mães também guerreiras de filhos com DII, conheço algumas que conversam comigo sobre a sua luta com as crias. O diagnóstico das DII pode ocorrer em bebês também e o tratamento deve ser iniciado o quanto antes para evitar problemas de desenvolvimento. A luta é bem grande para as famílias, pois um filho tão pequenino internado e passando por procedimentos doloroso é de cortar o coração. Para as mães de filhos com DII, saibam que o tratamento existe, sendo tudo ajustado para o tempo da criança. Compartilhem sua vivência também! Quem sabe a sua experiência pode ajudar outras mães?

Vamos compartilhar nossas histórias como mamães!

Copie as perguntas abaixo, responda o desafio e conte sua experiência como mãe, envie uma foto, sua história de superação será publicada em homenagem a todas as mães e com isso você ajuda outras mulheres a conhecer que sim, é possível realizar esse sonho!

Responda:


😍 Fui mãe aos:
😌A gravidez foi planejada?
😃A doença entrou em remissão?
💌 Maternidade:
Tempo trabalho de parto:
😷😷Parto normal ou cesárea:
📆Data de nascimento:
Peso:
📏Comprimento:
👶Sexo:
🍼Teve dificuldades no pós parto? Amamentou?
🔢Idade gestacional:

💊Teve que interromper o tratamento da doença?
😥Qual a maior dificuldade enfrentada na gravidez:


Envie “Inbox” ou para o e-mail farmaleachou@gmail.com

Envie sua história com a maternidade e DII para o e-mail: farmaleachou@gmail.com

Ajude outras mulheres contando sua história.

Ah! Para as mamães com alguma doença reumática, o e-mail para participar é: encontrar@encontrar.org.br . Para saber mais sobre a campanha na página do Blog AR no Facebook: https://goo.gl/9zkl9r

Aqui eu escrevi um pouco como foi a gestação: www.farmale.com.br/p/pagina-2.html 

Siga nas redes sociais:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui