Gandhi disse certa vez: “O perdão é atributo dos fortes”.

É preciso muita coragem para deixar para trás uma experiência dolorosa que outra pessoa lhe impôs. Mas, se você deixar a raiva ir embora, estará fazendo bem a você mesmo de várias maneiras. Veja a seguir dez razões por que é melhor perdoar que guardar ressentimento.

✔ Mesmo um episódio curto de raiva pode ter implicações para a saúde.

Guardar raiva dentro de você pode ameaçar seu bem-estar, mas mesmo uma explosão breve de raiva pode ter o mesmo efeito. Um estudo da Escola Harvard de Saúde Pública constatou que os sujeitos têm risco cinco vezes maior de ataque cardíaco e três vezes maior de derrame cerebral nas duas horas seguintes a uma explosão de raiva.

✔ A raiva prejudica sua saúde mental.

As situações incômodas tendem a ocupar muito espaço em nossa mente, levando-nos a uma espiral de pensamentos que pode afetar nossa saúde mental. A ira exacerba a ansiedade e o estresse, e, como explicou a psicóloga Laura L. Hayes, Ph.D., apegar-se a essas emoções hostis pode manifestar-se em algo mais perigoso.

“A ira nos prepara para lutar. Ela ajudou nossos ancestrais a sobreviver, mas, no mundo tecnológico complexo de hoje, muitas vezes atrapalha mais do que ajuda”, ela escreveu em um blog da Slate no ano passado. “Quando mais furioso você está, menos claramente consegue pensar; logo, menor será sua capacidade de negociar, de olhar as coisas sob nova ótica ou de lidar com uma provocação de maneira eficaz.”

✔ Aferrar-se a sentimentos de rancor pode causar estresse.

Já é frustrante viver uma situação complicada. Não deixar a frustração evaporar mais tarde pode causar dano ainda maior. A #amargura e a raiva podem provocar níveis mais altos de estresse e elevar o ritmo cardíaco. Qual é o antídoto?  O perdão. Pesquisas sugerem que perdoar os outros (e a si mesmo) reduz as respostas de estresse fisiológico.

Fonte: Huffpost 

E para quem tem doença inflamatória intestinal, já sabe que o estresse é um fator que pode piorar uma crise ou tirar você da remissão. Então, pratique o perdão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui