As recomendações dietéticas devem ser formuladas especificamente para você, dependendo da parte do intestino afetada e dos seus sintomas

Talvez você esteja se perguntando se certas comidas causaram a retocolite ulcerativa. A resposta é não. Entretanto, assim que a doença já está desenvolvida, os sintomas podem diminuir se você ficar atento a sua dieta, substituir nutrientes perdidos e conseguir promover a cicatrização de lesões.

Não há uma dieta ou plano alimentar único que beneficie a todos que sofrem de RCU

As recomendações dietéticas devem ser formuladas especificamente para você, dependendo da parte do intestino afetada e dos seus sintomas. A RCU varia de pessoa a pessoa e há mudanças na mesma pessoa com o passar do tempo. O que foi bom para o seu amigo com RCU não necessariamente será para você. O que funcionou para você no ano passado pode não funcionar agora.

Em alguns momentos talvez seja vantajoso modificar a sua dieta, particularmente durante uma crise. O seu médico e o Nutricionista poderão recomendar algumas dietas para diferentes momentos, incluindo:

  • Dieta baixa em sódio: usada durante terapia com corticosteroides para reduzir a retenção de líquido.
  • Dieta baixa em fibra: usada para evitar o estímulo ao movimento intestinal na retocolite ulcerativa.
  • Dieta baixa em gorduras: tipicamente recomendada durante uma crise quando a absorção pode ser um problema.
  • Dieta isenta de produtos lácteos: para quem tem intolerância a lactose.
  • Dieta alta em calorias: para os que sofrem de perda de peso ou um atraso no crescimento.

Fonte: Viver com a Retocolite Ulcerativa – ABCD

Leia mais:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui