Os pacientes com Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) devem adiar o tratamento biológico ou suspender a imunossupressão para serem vacinados?

 

O GEDIIB recomenda que a vacina contra a COVID-19 seja administrada a qualquer momento, independentemente da última infusão biológica/dose subcutânea recebida, pois não é uma vacina de vírus vivo atenuado.

Importante

A única recomendação a esse respeito é que os pacientes devem evitar receber sua vacina no mesmo dia da infusão/dose subcutânea, pois, caso o paciente desenvolva uma reação ou evento adverso, fica difícil identificar qual agente (vacina ou biológico) causou a reação.

Para as vacinas atualmente aprovadas para uso emergencial o GEDIIB recomenda que os pacientes de DII sejam vacinados

Portanto, à luz das evidências atuais, o GEDIIB apoia fortemente a recomendação de vacinar todos os pacientes com DII contra COVID-19, independentemente do seu tratamento atual.

 

Para situações específicas não discutidas neste documento, o GEDIIB recomenda que a decisão de vacinar ou não, seja tomada individualmente, a partir de uma decisão compartilhada entre o médico assistente e paciente.

Fonte:
GEDIIB – Posicionamento sobre a vacinação para SARS-CoV2 em pacientes com DII

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui