Viver com uma ostomia é viver em paz

É substituir as 30 idas diárias à casa de banho (banheiro) por uma limpeza diária, é poder sair de casa, é poder ir às compras, ao shopping ou ao cinema. É poder ir ao cabeleiro, à praia e à piscina, é poder trabalhar e sair à noite. É poder caminhar e deslocar-me sem medos.

É ter esperança. É liberdade, sorrisos e felicidade.

Se é fácil?

De todo… Há lágrimas, há saudade, há marcas, há angústia e receios. Há todo um caminho a percorrer. Há cuidados, medos e preocupações.

Também eu tenho dias de choro ao recordar o meu corpo ‘antigo’, também eu me pergunto porque o desfecho teve de ser este… porque teve de ser tão duro. Mas uma coisa é certa: se não fosse a minha ostomia eu não teria muito mais tempo, eu não teria mais sonhos, mais objetivos ou simplesmente mais vida. Eu não teria filhos e não passaria muito mais dos 25 anos… era quase certo. Jamais seria feliz. Hoje eu valorizo-me como nunca o fiz. Gosto como nunca gostei mas claro que a saudade existe e chega a doer.

Mas seremos sempre muito mais que um corpo…

Teremos sempre mais conteúdo que a embalagem! O mais importante é sempre o que fica. E mais que fazer com que nos aceitem é aceitarmo-nos primeiro. O resto é só o resto. Aceitem-se 💜

Fonte: Uma Barriga Renovada

Visite aqui a página no Facebook, o Instagram Farmale e o Canal Farmale!
Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog!
Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela!
O Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento.
O Farmale é o blog oficial da ALEMDII – Associação do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais
Siga nas redes sociais:
error

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui