Parabéns Natália Passos! Pelas fotos a gente percebe a dedicação que você teve em realizar esse evento tão lindo. Tenho certeza que ao vivo foi emociante!

Eu tenho um carinho enorme pela Natália, conheço um pouco da sua história com a doença deCrohn e sua preocupação com a melhoria da qualidade de vida de outros portadores de doenças inflamatórias intestinais na sua cidade. Fico muito feliz quando percebo que a dificuldade tocou uma pessoa ao ponto de lhe despertar a empatia e a vontade de ajudar ao próximo, assim vejo a Natália, uma voluntária que já sabe que ela também é beneficiada nessa corrente do bem. 
 
Compartilhando do perfil da Natália que sonhou com esse evento e seguiu firme para que ele acontecesse.

 

“Há 12 anos acontece no mundo inteiro ações em prol da conscientização sobre as DII (Doenças Inflamatórias Intestinais) . No Brasil já vem acontecendo desde o ano passado, a data é comemorada no dia 19 de Maio, mas todo o mês de maio é dedicado a esse fim. Daí o nome da campanha ser Maio Roxo. No último dia 19 de Maio ocorreu na cidade de Brasileira – Piauí um evento em alusão ao Maio Roxo. Quando tomei conhecimento da campanha, eu como portadora de Crohn, vi aí a oportunidade de ajudar outros portadores da doença, informar a população e consequentemente eu também seria ajudada. A Secretaria de Saúde de Brasileira, mas especificamente a pessoa do enfermeiro Amado se dispôs a colaborar com a organização do evento. Em 2016 não obtivemos um apoio significativo do poder público e o evento saiu meio tímido. Agora com muito trabalho conseguimos fazer com que o evento crescesse. O espaço escolhido foi bem estratégico, Praça Antônio Nego, que fica no centro da cidade, foi colocado alguns detalhes na cor roxa, convidei pacientes das cidades vizinhas e pude contar com a presença de Floripes de Piripiri, que assim como eu fez um relato da vivência com a Doença de Crohn. Foi um momento especial e emocionante para nós e para todos que estavam presentes. Outra participação muito importante foi a do acadêmico de fisioterapia da UFPI, Jayro Ferreira, que há mais de um ano trabalha com pesquisas relacionadas a Biotecnologia do tratamento de DII. Ele apresentou uma palestra com o tema: As Doenças Inflamatórias Intestinais e as novas evidências de tratamento, um assunto bastante relevante para quem tem DII. Ainda foi aberto um espaço para homenagear técnicos de enfermagem e enfermeiros pela passagem de seus dias no mês de maio, a enfermeira Djenane Queiroz palestrou sobre acolhimento e humanização em enfermagem, salientando a importância do cuidado que os profissionais devem ter para com os pacientes. A minha maior preocupação ao idealizar um evento desses na minha cidade, de forma totalmente voluntária, é exatamente levar uma mensagem de conscientização e esperança para meus colegas que carregam uma doença tão difícil. Ajudar os familiares dessas pessoas a saberem lidar com todas as situações que a doença impõe. Também mexer com o coração das pessoas para que elas tenham mais empatia, se preocupem mais com o próximo. Espero ajudar também pessoas que têm outro tipo de doença crônica ou até mesmo uma contagiosa ou terminal, que nunca devemos deixar de lutar, se não for por nós, lute por sua família ou por outras pessoas que estão desamparadas. E muito, muito obrigada a todos que apoiaram e contribuíram para que o evento acontecesse.” Natália Passos – www.facebook.com/natalia.passos.982/posts/1327830173979691

 

 

 

Siga nas redes sociais:
error

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui