E quando bate o desânimo sempre recebo esse feedback carinhoso e sincero .
.
Compartilho, escrevo e oriento sobre saúde e sobre doença. Compartilho informações que melhorem a qualidade de vida das pessoas.
 
Acompanho a luta de muitos pacientes em busca de dias melhores, da remissão e quem sabe um dia a cura. Sim! Quem sabe? Pois compartilho também otimismo e esperança, sentimentos que não deixam a gente desistir. Para fazer tudo isso, uso o que já estudei (alguns anos de Farmácia, Iniciação Científica, Mestrado em Biociências Nucleares, algumas especializações)e o que continuo estudando. Pesquiso nas melhores fontes, artigos científicos, sites de referência, converso com outros profissionais, pois informar sobre vida, saúde e doença é muita responsabilidade, não é uma busca por likes nem uma corrida por fãs.
 
Tenho prazer em conversar com os pacientes assim como outros profissionais da saúde e de outras áreas, nessas conversas, a troca e o aprendizado são sensacionais.
 
Quando alguém diz que estou ajudando, sempre sinto que eu sou muito ajudada também. Aprendo a ser uma profissional melhor. O que não sei responder, vou pesquisar, então eu aprendo também!
Ah! E a empatia que eu amo tanto, vou trabalhando ela todo dia em mim.
Cintia, gratidão pelo carinho! Veio em boa hora esse carinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui