O Dia do Amigo é comemorado em 20 de julho no Brasil

Apesar de a data também ser lembrada em 30 de julho, Dia Internacional da Amizade, em algumas ocasiões. A data é comemorada oficialmente no calendário de alguns locais, como Belo Horizonte e a cidade e o Estado do Rio de Janeiro.

“O Dia do Amigo foi instituído em Buenos Aires, na Argentina, e a partir daí foi gradualmente adotado em outras partes do mundo”, informa a justificativa da lei nº 5.146, de 7 de janeiro de 2010, que institui o Dia do Amigo no Rio.

“A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não comente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outra parte do universo”, prossegue o texto.

Febbraro, que também é professor de psicologia, filosofia e músico, chegou a escrever mais de mil cartas e enviá-las para diversas cidades argentinas propondo a criação do Dia do Amigo, celebrado pela primeira vez em 1970.

A iniciativa deu certo e em 1979 o governo argentino criou oficialmente o Dia do Amigo, já que havia alguns anos que os restaurantes e bares ficavam lotados com amigos por conta da data. O fato também movimentava o comércio.

Nas décadas seguintes, a data foi abrangendo outros lugares. O Uruguai adotou o Dia do Amigo ainda nos anos 1970, Peru e México em 1980, e no Brasil a ideia chegou com mais força nos anos 1990.

No Estadão, é possível encontrar uma matéria abordando 20 de julho como Dia do Amigo em 1996. Outras citações são feitas à data comemorativa em 1997, 1998 e 2002, por exemplo.

Dia Internacional da Amizade da ONU

A ONU (Organização das Nações Unidas), por sua vez, comemora o Dia Internacional da Amizade em 30 de julho.

A data foi proclamada durante a assembleia geral da organização em 2011, com o intuito de que a amizade entre povos, países, culturas e indivíduos pode inspirar esforços pela paz e construir ligações mais fortes entre comunidades.

Obrigada pela amizade!

Eu tenho amigos de antes e depois da DII. Os de antes sempre foram solidários com meus momentos de crise, amigos que já foram comigo aos exames e consultas, que estiveram em pensamento positivo e muita fé pela minha melhora quando fiz cirurgia, amigos que chegam junto mesmo! Os amigos que vieram depois da doença de Crohn são também muito queridos, são pessoas que moram longe, alguns não conheço pessoalmente, mas parece que estão sempre por perto. O laço que nos une é a esperança em dias melhores.

Obrigada aos meus amigos por fazerem parte da minha vida e serem tão companheiros!

Fonte: TERRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui