Nem bem nasci e aos dois anos de idade começava uma luta…
Começou com uma diarreia, que para os medicos era normal, falou que era uma virose… passou os medicamentos mas não serviu pra nada… Ai veio a febre alta que não passava fomos para o médico, e de novo ele falou é virose… passou mas medicamentos a febre passou mas a diarreia não… e nisso se passou cinco anos, mas tds os dias com diarreia… E aos 7 anos meu pai faleceu, meu mundo acabou .só existia o banheiro pra mim… ia nos medicos e eles insistia em dizer que era virose, passavam remédios e melhorava um pouco… comecei a ir pra escola outro dilema, eu pedia pra ir no banheiro e a professora não deixava, então fazia cocô na roupa …eu não gostava de ir pra escola por esse motivo… a assistencia social veio na minha casa culparam minha mãe por eu não ir pra escola.
Então levaram ao médico de novo e sabe o que ele falou é virose!!!!! E o psicologo falou que era psicologico porque eu tinha perdido o meu pai… então estudei até a quarta serie do fundamental.
Se passaram quatro anos e outro dilema aos 11anos veio a minha primeira menstruaçao. E com muita diarreia e febre fomos ao médico e ele falou que tinha que levar num especialista. Num gastro .mas minha mãe não tinha dinheiro pra pagar um gastro… então esse médico passou um remédio para a diarreia e a febre e um regulador pra menstruaçao porque decia mas de quinze dias pra mim… então nesse vai e vem de médico e diarreia sem explicasão se passaram 7 anos… não consegui estudar nem trabalhar. E aos 18 anos a diarreia piorou eu sentia muita dor febre , fazia cocô com sangue td que eu comia vomitava… fomos ao médico de novo e ele apertava minha barriga e falava doi quando eu aperto ou quando eu solto… eu vomitei na cara do médico… ele passou buscopan na veia e fui pra casa. No outro dia eu fui no posto de saude. Expliquei o caso e ele falou que eu estava gravida.
Eu não tinha nem namorado!!!!!
Fui pra casa os sintomas piorou não aguentava mas levantar ja estava vomitando as fezes…Nisso eu ja tinha medo de ir no médico. Então não queria mas ir então um parente falou se vc não for no médico eu vou chamar a polícia… E ele chamou a polícia veio conversou cmg e eu falei expliquei td pra eles… Então eles falou não podemos levala a força .só podemos aconselhar .nisso a cidade td Tava na porta da minha casa …passou mas alguns dias e no dia 24 de dezembro de 2002 eu ja estava muito fraca com muita febre .minha mãe ligou pro meu tio e ele veio me buscar pra levar pro hospital.
Então ja no hospital aqui em rancharia no dia 25 bem no natal .eles internaram e no dia 26 de dezembro de 2002 o médico fez uma cirurgia de emergencia achando que era apendice .mas quando ele abriu teve que ser retirado o ileo terminal e o colon ascendente.
Fiquei 15 dias na uti depois fui pro quarto e assim descobriram que eu tinha Doença De Crohn …
Comecei o tratamento com mesalazina e corticord por cinco anos. Fiquei bem durante esse tempo .enttei em remisão o médico tirou o medicamento ..mas minha vida sempre foi no banheiro e no ano 2015 os sintomas voutaram fui ao médico e a doença está ativa de novo e com uma estenose… o que fazer outra cirurgia pra tirar a estenose não o médico optou por uma dilatação que foi um sucesso… e voutei a tomar os remédios eu tomo azatioprina e humira.
Ainda sinto dores diarreia e os efeito do medicamentos que não é fácil .muita alergia insonia sintomas de depressão.
Essa é a minha vida.
Aos 32 anos de idade sinceramente não sei o que é uma vida normal…

O Crohn e Eu.
Eu e o Crohn.
Sera que um dia vamos nos separar
Não sei…
Mas tenho fe em Deus
Que td vai dar certo
Que um dia um milagre. Vai chegar!!!!!
Mas em quanto isso irei lutar…
Eu tenho crohn eu vou vencer!!!♥♥♥


Meu nome é Aurea Miranda, tenho 32 anos, moro em Rancharia/SP, tenho doença de Crohn, meu perfil no Facebook: https://www.facebook.com/aurea.miranda.9081
 
 
Conte sua história também! Expressar-se tranquiliza a dor.
Compartilhe a sua história aqui.  Para ler os depoimentos clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui