Manaus – Despesas com remédios em estabelecimentos comerciais farmacêuticos e que estejam especificados nas listas de medicamentos gratuitos fornecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) serão integralmente ressarcidas pelo Estado. O PL 226/2019, da deputada Mayara (PP), visa o acesso total ao tratamento prescrito pelos médicos ou a garantia de que será restituído o valor gasto por conta própria na rede particular de saúde.

O ressarcimento será integral, mas sob exigências: se o medicamento adquirido não estiver disponível na Unidade de Saúde em que a prescrição médica foi emitida. “A prescrição médica deverá ser emitida, obrigatoriamente, por médicos de Unidades de Saúde Pública. O Poder Executivo divulgará, por meio eletrônico e em tempo real, o estoque dos medicamentos e insumos disponíveis nas Unidades de Saúde do Estado do Amazonas”, estabelece um dos artigos da proposta.

“A pessoa natural que realizar despesas com exames complementares, indispensáveis, para o controle da evolução de enfermidades e elucidação diagnóstica, em laboratório comercial de qualidade, precisão e exatidão garantida, localizado no Estado do Amazonas, fará jus ao recebimento, integral, das despesas realizadas, mediante créditos do Tesouro do Estado”, esclarece outro artigo. Mas o ressarcimento será feito se a solicitação médica não for atendida no prazo de 25 dias.

Fonte: Amazonas Atual

VISITE AQUI A PÁGINA NO FACEBOOK, O INSTAGRAM FARMALE E O CANAL FARMALE! NÃO ESQUEÇA DE CURTIR A PÁGINA PARA SABER DE TODAS AS ATUALIZAÇÕES DO BLOG! COMPARTILHE ESSA INFORMAÇÃO COM ALGUÉM QUE POSSA ESTAR PRECISANDO DELA! O FARMALE É UM ESPAÇO INFORMATIVO, DE DIVULGAÇÃO E EDUCAÇÃO SOBRE TEMAS RELACIONADOS COM SAÚDE, NUTRIÇÃO E BEM-ESTAR, NÃO DEVENDO SER UTILIZADO COMO SUBSTITUTO AO DIAGNÓSTICO MÉDICO OU TRATAMENTO. O FARMALE É O BLOG OFICIAL DA ALEMDII – ASSOCIAÇÃO DO LESTE MINEIRO DE DOENÇAS INFLAMATÓRIAS INTESTINAIS

Siga nas redes sociais:
error

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui