Pode ser causada por agentes infecciosos ou origem autoimune

Basta o olho ficar vermelho, que a suspeita recai logo sobre a conjuntivite. Mas, há outra inflamação comum nos olhos que, se não tratada adequadamente, pode causar cegueira irreversível: a uveíte. O problema afeta uma das estruturas da região ocular conhecida como úvea, que é formada por iris, corpo ciliar e coroide.

A uveíte pode ser causada por agentes infecciosos como bactérias, parasitas e vírus. Porém sua origem pode ser autoimune, provocada por doenças reumatológicas como a artrite reumatoide.

— Quando uma pessoa que apresenta os sintomas da uveíte também se queixa de dores nas costas ou nas articulações no mesmo período deve procurar um reumatologista para investigar se a inflamação é causada por alguma doença reumatológica — orienta José Roberto Provenza, presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia e professor titular de reumatologia da PUC de Campinas.

O diagnóstico da patologia é feito por meio de exame ocular completo, realizado pelo oftalmologista para confirmar os sintomas. Quando necessário, testes complementares de sangue e de imagem podem ser solicitados para definição da causa.

— O tratamento depende do tipo de uveíte. Caso se isole um agente infeccioso, trata-se com medicação específica, como antibióticos ou antivirais. Caso seja de origem autoimune, o uso de drogas com corticoides, imunossupressores ou imunomoduladores estão indicadas. Mais recentemente foi aprovada uma outra classe de medicação, as biológicas, também destinadas aos tratamento de uveítes — diz Maria Auxiliadora Frazão, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Conheça os sintomas

  • Vermelhidão: os olhos ficam muito avermelhados
  • Dor nos olhos: a inflamação pode provocar dores nos olhos
  • Fotofobia: o paciente apresenta grande sensibilidade à luz
  • Diminuição da acuidade visual: é possível que a pessoa perceba a diminuição da capacidade de seu olho de distinguir detalhes espaciais, como identificar o contorno e a forma dos objeto
  • “Moscas volantes”: são pequenos pontos escuros, manchas, filamentos, círculos ou teias de aranha que parecem mover-se na frente de um ou de ambos os olhos. São percebidas mais facilmente durante a leitura ou quando se olha fixamente para uma parede vazia

Fonte: Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui